quinta-feira, setembro 21, 2006

Às vezes esqueço-me...

Happy Child in Trinidad & Tobago


O meu claro vazio criativo não me impede de vos encaminhar para os cantinhos que vou descobrindo.
Para dias chuvosos, em que apeteça rir ou sorrir, deixo duas sugestões, diferentes no teor. Descubram a vossa preferida.


No Peluxeu encontramos o novo recruta Vando (curioso, tem o nome do meu irmão, o mesmo aspecto e, coincidência das coincidências, é mesmo o meu irmão) a destilar humor muito, muito melhor que aquele que estamos habituados a ler.

Deixo-vos o link para o meu post preferido, mas não hesitem em descer um pouco e contextualizar a estória.

" Diário de recruta"




Longe do comum humor corrosivo e agressivo, longe das correntes habituais que nos vão cercando. É o meu maninho, Adoro-o, não escondo.
Que fazer??



De outro tipo de humor bebe o poema de Rui Costa, colaborador assíduo da Insónia de Henrique Manuel Bento Fialho. Não merece cair em esquecimento. Merece ser plasmado na antologia. Magnifico.

"Subject:RE"


Às vezes esqueço-me que rir é um remédio tão bom...






7 comentários:

Anónimo disse...

"O meu claro vazio criativo..." Não percebi esta parte...
Passei por aqui para te deixar um beijinho e para me deliciar com os bons posts do teu blog. Continua.

angi disse...

rir é sempre o melhor remédio. É que nem sequer é simplesmente analgésico. É uma condição completamente diferente.

Vando disse...

Mano, o meu mais que obrigado não apenas por isto mas por tantas coisas que não vou aqui referir e que ficam onde devem estar- entre nós dois..perdoem-me amigos....Escusado será dizer que é exagerada a crítica feita, mas poderão constatar clicando no link ( vando és um génio, mas que boa forma de promover o teu trabalho), enfim. Obrigado a quem arriscar....e aos outros... Agora riam, riam, riam... Tá bom...não...mais um pouco...riam, riam, riam., já chega...riam...parou... e depois aproveitem para ler qualquer coisa minha....

ana disse...

Fizeste-me rir a sério com estes dois links... Soube-me mesmo bem...
Beijinho

disse...

Hoje deixo uma nota breve. Uma nota breve sobre algo tão simples. Tão bonita a foto Fábio!
Um abraço

angi disse...

não há nada vazio em ti. não deviam haver aqui espaços vazios. pobreza é coisa que não conheces? e então? do nosso alexandre O'Neil:
"O amor é o amor- e depois?
Vamos ficar os dois
a imaginar, a imaginar?
(...)
O amor é o amor- e depois?"

lá está! :)

Fábio disse...

Selmita: Zrdrizante! Tão bom que tenhas vindo cá. Tão bom o teu beijinho.

Angi: Rir sempre? Talvez. Mas com um poema tão bonito o que faço é comover-me.

Ana: Então consegui o que queria.. Beijinho

Zé: Fiquei tão feliz com o teu comentário: Por ser teu e porque estou apaixonado pela fotografia. Um abraço